BLOG

COMO SE PREVENIR DA CRISE ENERGÉTICA

Já faz tempo que a conta de energia não para subir e provavelmente você já deve estar cansado disso. A grande questão é “Será que existe uma maneira de se prevenir?”. Nós preparamos este artigo para te ajudar a entender o que é possível ser feito para não sentir mais no seu bolso os efeitos da crise energética no Brasil. Você também vai entender porque a conta de energia está cada vez mais cara. Então já pode se acalmar, porque nós temos a solução para os seus problemas!

Breve histórico da energia no Brasil


Em 2001 o Brasil passou um período chamado de Apagão. Provavelmente você deve se lembrar. Todo mundo teve que economizar energia de maneira forçada.

Por conta da escassez de chuvas e falta de planejamento do Governo, ocorreu o racionamento de energia. Se uma residência consumisse mais de 320 kWh teria de pagar mais 50% sobre o excedente, sem contar o aumento de 16% nas tarifas que até hoje não pararam de crescer.

As hidrelétricas já não conseguiam produzir a energia necessária para abastecer o território brasileiro, os níveis de água estavam abaixo do que era necessário para a produção.

Com esse episódio, o Governo passou a investir na produção de energia sem a dependência da força das águas. Começaram a fomentar as termoelétricas , movidas a carvão, gás e óleo combustível.

Esse investimento custou caro. Em 2015 surgiram as bandeiras tarifárias que conhecemos hoje, e funciona, brevemente, da seguinte maneira: se os reservatórios de água estão baixos, os valores das bandeiras sobem devido ao uso das termoelétricas, aumentando o custo da energia elétrica.

Por isso que em épocas de pouca chuva o Governo anuncia o aumento das tarifas.

Infelizmente, nós não temos como fazer chover para diminuir o custo da produção das hidrelétricas, mas, graças a tecnologia, é possível produzir energia de maneira independente, econômica e sustentável.


Afinal, como se prevenir da crise energética?


A nossa dica preciosa é o investimento em um sistema próprio de geração de energia. O que você precisa é de Sol, um telhado com área útil e vontade de investir para economizar. 

A primeiro momento essas três coisas não se encaixam, mas vou explicar: com a luz do sol é possível produzir energia através de módulos solares fotovoltaicos, a luz que bate nos módulos que ficam em cima do telhado é transformada em energia elétrica que é enviada para a concessionária de energia, que desconta em forma de créditos na sua fatura de energia no fim do mês.

Ainda não entendeu muito bem?

Vamos lá! O sistema fotovoltaico é composto por três componentes: o módulo solar, inversor e string box.

O módulo capta a luz do sol, transforma em corrente contínua, que passa pelo inversor e vira corrente alternada, a correta para uso. Essa energia cai na rede da concessionária, que te devolve em créditos a energia excedente produzida pelo seu sistema. 

Os benefícios da energia solar são:

  • Sustentabilidade: a energia solar fotovoltaica não agride o meio ambiente, é limpa e renovável!
  • Economia: como já explicado a cima, você produz energia que é transformada em créditos pela concessionária que desconta o valor na sua conta de energia, o que você produz e não usa vira crédito.
  • Blindagem contra inflação energética: este é o benefício que tange todos os assuntos discutidos nesse artigo, você não precisará mais se preocupar com a inflação energética pois não irá mais sentir no seu bolso, tendo que pagar apenas a taxa mínima de uso da rede elétrica fornecida pela concessionária.
  • Retorno de investimento: com o investimento pago você passará a ter retorno financeiro, economizando até 95% na conta de luz após a instalação do sistema, o payback da energia solar é em torno de 4 a 6 anos.  

Fantástico não é mesmo? É possível produzir energia de forma sustentável e de uma maneira que te traga retorno financeiro!

Com toda essa instabilidade o melhor mesmo é se prevenir, usar recursos financeiros para ter retorno, investir no que te traga bons frutos e definitivamente a energia solar é a melhor solução para isso!

Gostou? Fale com uma empresa como a Bonö, especializada no assunto, que te ofereça a melhor proposta de investimento. Para escolher leve em consideração alguns requisitos que descrevemos em 'dicas para escolher a melhor empresa de energia solar'. 

Ficou curioso sobre o valor de investimento?

Acesse www.bonofotovoltaico.com.br/silumacao e descubra o valor médio do seu sistema, tempo de investimento e o retorno financeiro.

Se você já quer falar com um especialista e receber um orçamento personalizado acesse www.bonofotovoltaico.com.br/orcamento.