BLOG

DÁ PRA ECONOMIZAR SENDO SUSTENTÁVEL? A MARGARETH DIZ QUE SIM!

Assim como tantos outros empreendedores brasileiros a Margarete tenta diminuir ao máximo os custos do seu negócio. Ela é proprietária do Pula Futrika, empresa de brinquedos, festa e buffet infantil. Por trabalhar com crianças a Margareth preza a conscientização e a educação. Uma das formas que encontrou para unir economia e conscientização sobre a sustentabilidade foi a instalação de um sistema fotovoltaico. Ela conta tudo na entrevista que deu para a gente, confira.

O PULA FUTRIKA 

O Pula Futrika é um buffet e parque infantil, que existe em Londrina desde 2012.

O Espaço recebe crianças para brincar e fazer festa. São muitos brinquedos disponíveis em um espaço amplo, com lanchonete, fraldário, recepção com sistema de controle das crianças, orientação de monitores, assistência média, monitoramento de câmeras e sistema de climatização.

Os pais podem levar as crianças para passar o dia e acompanhá-las ou deixá-las sob a supervisão dos monitores.

Ou seja, o espaço é grande, com infraestrutura completa, que no fim do mês exige manutenção e cuidados que custam caro.

INFRAESTRUTURA À FAVOR DA ECONOMIA

Com tantos gastos, a Margareth começou a pesquisar uma forma de economizar.

Depois de procurar algumas alternativas ela percebeu que a infraestrutura do seu espaço era a solução.

Por ser um espaço amplo e com grande área útil de telhado com sol batendo constantemente, não poderia ser mais propício para a instalação de um sistema fotovoltaico.

Ao perceber isso, ela começou a entrar em contato com empresas de energia solar.

CONHECENDO A BONÖ

A Margareth conheceu a Bonö em meio à sua pesquisa de estabelecimentos que poderiam tornar viável a sua vontade de gerar a própria energia de maneira limpa e sustentável.

Ao entrar em contato um de nossos consultores deu início ao atendimento e a uma grande parceria. É o que você pode conferir na entrevista a seguir.



Conta pra gente o que é o Pula Futrika 

O Pula Futrika, está no ramo de entretenimento, buffet, festa e parque infantil, há 17 anos em Londrina. Trouxemos essa ideia pra Londrina de fazer uma festa em um lugar e ser convidado, porque aqui você é o convidado da sua própria festa. Você chega, tá tudo pronto e só curte a festa. E também pode trazer a criança pra brincar, então é um espaço que você fica com a criança ou pode deixar ela aqui, fazer um outro compromisso que você tem e a criança fica aqui sob nossa responsabilidade.

Por que você decidiu instalar o sistema fotovoltaico?

Bom, eu decidi instalar o sistema fotovoltaico porque como a gente usa muito maquinário gasta bastante energia. E, bom, energia a gente usa pra tudo né, e a gente tem tanto sol aqui então a gente foi atrás dessa alternativa, de uma energia limpa e de repente até a redução de custo mesmo. Então assim, é um investimento alto, mas eu acho assim que ele se paga e só tem benefícios né, então eu acho que é bem legal.

Como você conheceu a Bonö?

Na verdade quando a gente começou a pesquisar sobre a energia solar teve alguma indicações e tal e a Bonö foi uma das que veio aqui. A gente verificou com outras também e tal, mas no fim foi com a Bonö que a gente ficou mesmo. Mas foi através de pesquisa e indicação mesmo.

E porque vocês escolheram a Bonö?

Eu senti mais confiança com a Bonö, por isso que fechei com ela, porque bem isso, né, não é um produto que você vai e 'ano que vem eu compro outro', não, esse relacionamento ele tem que existir, então você tem que ter confiança mesmo na empresa.

Quais são benefícios que você enxerga na energia fotovoltaica?

O benefício do sistema fotovoltaico seria esse mesmo, uma energia limpa. A gente está fazendo um investimento para poder colocar o sistema. Em dois anos, já vai começar a ter também o retorno financeiro. Então, na verdade como a gente trabalha hoje com criança a ideia seria unir o útil ao agradável.

E como você fará isso?

 A ideia seria estar então divulgando alguma coisa de comunicação mesmo para as crianças. Nessa coisa de você poder estar usando energia limpa, reciclagem de lixo... Sabe, essa coisa de você estar introduzindo na criança essa questão mesmo ecológica. 

Você indicaria energia solar para outras pessoas?

Sim! Eu acho que a gente tem que trabalhar essa questão, né, de tá minimizando os efeitos ai na nossa natureza, tá tendo economia e sol a gente tem bastante, então, com certeza indicaria sim.